Artesanato

artesanatoDiz-se que o Artesanato é a alma de um povo na medida em que define e identifica claramente uma região, as suas gentes, bem como a sua forma de pensar e agir. O Município da Ribeira Brava possui um Artesanato muito rico, repleto de sensibilidade e beleza, onde ainda hoje é possível encontrar as reminiscências que as suas gentes se esforçam por preservar.

O artesanato de S.Nicolau é um dos artesanatos cabo-verdianos mais conhecidos: produção de rendas e bordados, a cestaria, as miniaturas em madeira, bijuteria, entre outras. Porém, o artesanato que mais caracteriza este município e a ilha é a cestaria. No município e em São Nicolau no geral encontram-se diversos tipos de objectos de cestaria, que essencialmente consistem num entre cruzar das tiras, de folhas de coqueiro, varinhas de verga, “canas de cariço”, varas de alguns arbustos como: jardineira, “barnedeira”, marmeleiro, etc. confeccionando apetrechos domésticos de diversa utilidade tais como balaio, canastra, sapateira, balaio de “tentê”, etc., trabalhos estes que vão resistindo no tempo e que se mantém manual e artesanal.

As esteiras são fabricadas com folhas de coqueiro, nervuras secas de folhas de bananeira e ainda existe uma planta aquática chamada “goia” que atinge dois metros ou mais de altura, cujas folhas extraem tiras para fabricar esteiras.

Para além desses produtos acima referidos podemos destacar trabalhos em coco, embora com pouca relevância. Existem também algum artesanato em pedra nomeadamente moinhos de mão, pilões, que são destinados à utilização comum.